Como educadores, lancemos boas sementes...

.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Surpresa agradável

Esta semana me aconteceu algo que provocou em mim dois sentimentos: felicidade extrema e vergonha exagerada.
Eu fui fazer compras de supermercado, sacolão, e coisinhas mais. Ao chegar em casa, exausta e com mil sacolas para retirar do carro, já comecei com um sentimento de desconforto e irritação.
Ai meu Deus, subir com tudo isto, neste calor! Mas, como ainda não invetaram sacolas com pernas e que adam sozinhas, executei a tarefa.

Chegando à porta de entrada, logo gritei o nome do meu filho, de 15 anos ( o bonitão aí da foto), e pedi a ele que me ajudasse a acabar de carregar tudo para a  cozinha. Quando chegamos lá eu disparei com as murmurações:
-"Nossa, quanta coisa pra guardar! E ainda por cima vou ter que reorganizar o armário e a geladeira, porque da forma que estão, não vai caber estas compras não!"
Meu filho me observava e imediatamente pegou no meu ombro com as duas mãos, olhou pra mim e me disse carinhosamente:
- Mãe, deixa que eu te ajudo. E , ao invés de tanta braveza, vamos agradecer a Deus porque nosso armário e nossa geladeira estão cheios.
Ao ser surpreendida desta forma, meu rosto corou de vergonha. Eu, que sempre ensinei tantas coisas a ele, agora, na hora de praticar, cometo este deslize infantil, básico.
Mas, ao mesmo tempo, meu coração se encheu de alegria, porque ouvir isto do seu filho, mostra que a semeadura não foi em vão, que frutos nasceram, que as sementes foram boas e produtivas.
E aí meu coração se encheu de gratidão. Não pelo armário ou pela geladeira, mas pelo filho que Ele me deu!
Nestes dias onde nos preparamos para receber um novo ano, cultivemos um coração grato a Deus por tantas benção recebidas ao longo de nossa vida.

Um comentário: