Como educadores, lancemos boas sementes...

.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Reunião da Comissão de Escolas


Estivemos reunidos durante dois dias no Centro Inspetorial da ISJB para realizar a reunião da Comissão de Escolas. 


A função desta comissão é refletir sobre temas relevantes da educação e seus impactos para as escolas da Inspetoria, propor ações e delinear projetos. 

Analisar o mercado é outra ação que a comissão desenvolve e diante desta análise, identifica pontos de investimento para se manter competitiva .

Foram tratados vários assuntos:
  • Aprovamos o Projeto "Escola de Pais", que será implantado em todas as escolas da Inspetoria;
  •  analisamos  a performance das nossas escolas no ENEM e na AVALIA ( avaliação externa);
  •   monitoramos e analisamos a evolução das matrículas;
  • delineamos o programa de formação continuada das nossa escolas em parceria com a Rede Salesiana através dos diálogos e formação;
  • estabelecemos as ações que faremos em torno da promoção da igualdade etnico racial;
  • fizemos uma primeira análise dos impactos da implantação do Material Didático digital, introduzido este ano.

A reunião foi muito produtiva e encorajadora. 

Percebemos que estamos diante de muitos desafios, mas que, com planejamento e competência, alcançaremos nossas metas.

Que Deus nos ajude e abençoe em todos os nossos projetos.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Treinamento para professores da Escola Dominical na Igreja Lirio do Vales

Estive ontem na Igreja Batista Lírio dos Vales, fazendo um treinamento com os professores da Escola Bíblica Dominical. Na foto ao lado estou com a Sandra Pereira, que foi quem me fez o convite e que atualmente é a coordenadora geral. O tema central do treinamento foi:

“ Organizando a Escola Bíblica Dominical: desafios e possibilidades”.

Foi servido um delicioso café, onde todos puderam se confraternizar.

O treinamento traz um tema atual e é uma ótima oportunidade para serem debatidos temas como: os Principais problemas da EBD; Plano de Crescimento entre outros.

É um desafio a toda a liderança que sente o desejo de fazer da Escola Dominical um grande potencial de evangelização, discipulado e despertamento para o
chamado.

No treinamento de ontem, falei sobre a origem da escola dominical, finalidades, alcance, metodologias e escolha do material e delineei estratégias para envolver as famílias.


Destacamos também a diferença entre talentos, dom, cargos e fruto do Espírito.
Deus usa pessoas para ensinar. Cabe a nós nos dispormos para o trabalho, uma vez que há muito a ser feito na Igreja.

A palavra de Deus não muda, mas a nossa compreensão dela sim. Somente um ensino sólido pode nos fazer amadurecer na interpretação bíblica.


Agradeço o convite e a possibilidade de interação.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Jornada Pedagógica no Colégio Salesiano BH

Estive, no sábado pela manhã, no Colégio Salesiano de BH abrindo a jornada Pedagógica da escola. O diretor Geral, Padre Ricardo Sávio, optou por convidar não somente professores, mas todos os colaboradores envolvidos no trabalho da escola.

Com certeza uma decisão bastante acertada, porque na concepção Salesiana, todos são educadores. As pessoas formaram um grande grupo de ouvintes. Destaquei os paradigmas do século XXI e suas repercussões no cotidiano escolar:

1-   A nova organização da família:
Falamos sobre a nova família brasileira, segundo os dados recentes do IBGE.
Famílias tradicionais, monoparentais, recasadas, ampliadas  e não convencionais.

Destacamos o fenômeno da globalização e as pressões que ela nos traz, bem como suas repercussões para as relações.

2-   O abismo de gerações
Para desenvolver um bom trabalho é preciso aprender a dialogar com as novas gerações e principalmente valer-se do uso da tecnologia e das mídias digitais na sala de aula.

3-   Diversidade
A universalização do ensino tem seus benefícios, mas nos coloca diante de uma enorme diversidade de pessoas. É preciso atender a diversidade e não somente entende-la.

4-   Violência e indisciplina
O mundo está violento, as famílias desarticuladas e isto tem repercutido na imposição de limites aos alunos. É preciso promover o protagonismo juvenil à fim de despertar nos alunos a noção de pertencimento.
Foi um rico momento de interação e partilha e todos se mostraram muito atentos a tudo o que foi falado. 


Agradeço a possibilidade de interação.