Como educadores, lancemos boas sementes...

.

sábado, 29 de outubro de 2011

Globalização e Carreira

A globalização nos traz novos paradigmas. Competição acirrada, necessidade de competência e excelência. Não se admite erros, uma vez que as empresas estão cada dia mais exigentes.
O reflexo deste movimento para a carreira é uma necessidade de qualificação e atualização constantes. Estamos na era do conhecimento. O que você sabe hoje, já ficou obsoleto amanhã.
Profissional antenado, atualizado e qualificado é o “sonho de consumo” do mercado atual. Duas palavras resumem o profissional do futuro: flexibilidade e risco.
Ousar, ser criativo, não ter medo de mudanças e estar aberto ás novas tecnologias, fazem parte das habilidades necessárias para o século XXI.
Ser ético também conta ponto. Competição desleal, sem respeito ao próximo e ao meio ambiente não é bem visto por ninguém.
Falar uma segunda, terceira língua é ponto fundamental. Os mercados dialogam em tempo real, em lugares diversos.
Para garantir seu lugar no futuro, comece hoje mesmo a investir nos seus diferenciais e na sua carreira. E não se assuste se a pessoa mais disputada no mercado for você!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Como você se comporta nas redes sociais?


Você tem facebook, orkut, Linkedin, Twitter? As chamadas redes sociais estão dominando o mundo. E não somente o mundo das relações pessoais, mas o mundo das relações corporativas.

Você é daqueles que reclama do chefe, da carga horária de trabalho, dos colegas, do salário nas redes sociais? Tem mania de colocar fotos revelando intimidades demais? Tome cuidado!
De acordo com um estudo realizado pela Reppler, uma empresa internacional especialista em redes sociais, 91% dos recrutadores checam os perfis dos candidatos que participam de processos seletivos.
E sabe o mais curioso nisso tudo? É que 47% deles conferem os perfis logo que recebem o currículo dos candidatos. Por isso, todo cuidado é pouco com as informações que você disponibiliza na rede. Segundo a pesquisa, 69% dos recrutadores já recusaram algum aspirante a vaga por julgarem que os candidatos tiveram um comportamento “inadequado” na web. As redes mais “checadas” pelos empregadores são o Facebook, com 76% de procura, e o Twitter, com 53%.
Para aqueles que não gostam de medir palavras, nossa dica é que usem e abusem de todos os recursos de privacidade que as redes sociais oferecem. Cuide da sua imagem. As Redes são espaços públicos. Tem muita gente observando você!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Emoções na vida profissional e pessoal

Para quem ainda acha que o fator emocional não tem peso decisivo na vida é melhor repensar seus conceitos. A falta de controle emocional gera conflitos, falta de motivação e interfere nos relacionamentos. Pessoas podem ter suas relações prejudicadas se não souberem lidar com as emoções.
Para se ter uma idéia, controlar as próprias emoções é fundamental para promover o crescimento emocional e intelectual.
Além disso, saber usar as emoções favorece as relações com a equipe de trabalho. Não à toa os conceitos da inteligência emocional são bastante conhecidos e utilizados por profissionais que ocupam cargos de liderança. O objetivo de sua aplicação é também a de ajudar outras pessoas a se ajudarem. O emprego de seus componentes une as pessoas e as ajuda a enxergar formas melhores de comunicação, negociação e relacionamento.
Portanto, quando você estiver no trabalho e ouvir dizer “no final tudo deu certo” ou “deu tudo errado”, saiba: certamente a inteligência emocional foi uma das responsáveis pelo resultado.

sábado, 15 de outubro de 2011

Dia do professor

Hoje no Brasil comemoramos o dia do Professor. Uma figura que , sem dúvida, tem uma participação enorme na vida das pessoas.
Há muitos professores em nossas vidas... Há aqueles que tivemos na escola, no ambiente acadêmico e há aqueles que foram mestres cotidianamente.
Meus pais, são meus primeiros exemplos de educadores.
Amigos, amores, parentes. Pessoas com que aprendi a ser quem eu sou.
Meus mestres queridos, que conheci na escola...Cada um teve seu papel na minha formação pessoal e profissional.
Aprendi com um deles, que sem humildade não chegaria a lugar nenhum. Ele me disse:
" Você é uma menina inteligente, então escute um conselho: nunca despreze as pessoas. Todos tem algo a ensinar!"
Foi um belo conselho. Humildade é ingrediente fundamental para o sucesso do professor.
Uma professora me disse:
" Se você escolher a carreira de educadora, nunca mais vai parar de estudar....".
Verdade. Buscar constantemente e renovar as idéias faz parte de uma carreira de sucesso.
E , por fim me lembro de um professor que me disse uma vez:
"A carreira nunca será valorizada, porque não é interessante ( para o governo) ter um povo educado."
Certíssimo. O governo não investe na educação e no educador, porque se fizesse isto, muitos políticos não se elegeriam....
Eu tenho orgulho de ser educadora e ninguém vai roubar isto de mim!
Parabéns colegas, pelo nosso dia!!!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Qual é o dia das crianças?

Ontem, no Brasil, comemoramos o dia das crianças.
Shoppings abarrotados de pais com seus filhos, filas intermináveis nas lojas de brinquedos e nas praças de alimentação.
É bonito ver esta homenagem, mas há um ditado que diz:
"Angu de um dia não engorda cahorro"!"
Esta relação com os filhos e com as crianças é construída cotidianamente. O afeto requer intimidade e constância. desta forma, você cria laços com o outro.
Os pais devem, não somente amar, mas também cuidar dos filhos. Cuidar da alimentação, da educação, dos relacionamentos, do lado psicológico, do lazer, da espiritualidade.
Reservar um tempo para os filhos na rotina, entre um afazer e outro, entre um programa de TV e outro é o que faz com que você construa uma relação duradoura, de confiança e de afeto com seus filhos.
Pense nisso. Ainda há tempo.
Que tal fazer de todos os dias, o dia da sua criança?

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Esvaziando a bagagem


Li um post no blog de uma amiga que me fez refletir. principalmente porque sou educadora, não sou cidadã comum...
Temos coisas em excesso. Isso é fato.Podemos classificar as coisas que temos em várias categorias: Gosto muito, não gosto, novo, velho, faz parta da minha infância, etc...
Porém a melhor classificação para as coisas, para a vida ficar mais simples é :                 USO, NÃO USO. 
Se uso, fica. Não uso. tchau! Tudo o que você tem na categoria "Tchau" pode ser útil para alguém, pode ser reciclado, vendido, reaproveitado. Você pode optar entre:
Vender, doar ou jogar fora- assim: PUFFF!
E a gente tem que se livrar não apenas dos objetos. Devemos, cotidianamente, rever prioridades em nossa vida, organizar nosso espaço e cabeça, rever convicções, lembranças, trabalho e até relações com certas pessoas. 
Faxina geral. 
Abra espaços e aplique isto de fato, de forma drástica. Não basta jogar fora coisas velhas e estragadas, você também pode se desfazer daquelas coisas novas e impecáveis que não são utilizadas. A roupa que você nunca vestiu, o livro que você comprou e nunca quis ler, o perfume que não era tão bom assim. A centrífuga cheia de pecinhas, você se recusa a usar, a toalha que é pequena para a sua mesa…Casas lotadas são casas pesadas e complicadas de arrumar. Olhe a sua volta, decida do que se desfazer. Esvazie a bagagem...



quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Características do profissional do futuro

Os tempos mudam em uma velocidade assustadora! Na era da informação, quais características identificam o profissional do futuro?
Vamos ver algumas características essenciais. Veja se você se encaixa no perfil do profissional cobiçado. Se não se encaixar, vamos a luta.....

1. Domínio de idiomas e informática

Busquer conhecer um pouco mais sobre como ferramentas tecnológicas podem ser interessantes em seu dia-a-dia, principalmente no trabalho.
Quando falamos de domínio de idiomas, falamos não somente das línguas estrangeiras, mas também da própria língua nativa.

2. Habilidade para trabalho em equipe

O profissional egoísta e individualista está sendo descartado pelas empresas.
Trabalhar em equipe não se restringe mais às grandes corporações com gigantescas equipes para pesquisa e elaboração de produtos.
Algumas empresas têm descoberto, inclusive, que “trabalhar em equipe” com seus concorrentes também pode lhe oferecer benefícios! Pense nisso.

3. Vida familiar e profissional bem estruturadas e em “boa convivência”

Este é um ponto crítico. Muitas vezes para se conseguir o “respeito profissional”, para fazer a nossa marca, sacrificamos e muito diversos aspectos de nossa vida familiar. Entretanto isto não é o que as empresas querem, pois elas sabem que muitas vezes os problemas que os empregados possuem em casa, com suas famílias, acabam indo com eles até o local de trabalho, dificultando assim que o mesmo exerça suas atividades plenamente.

4. Busque aprendizado constante

O verdadeiro profissional do futuro nunca está satisfeito com o que sabe, sempre espera aprender mais, aperfeiçoar-se, tornar-se um profissional melhor do que é hoje ou do que foi ontem.
Várias são as ferramentas que este tipo de profissional pode usar: desde leitura de livros, sites e revistas especializadas a cursos de curta ou média duração .

5. Manutenção de um ambiente estimulador

Outro ponto importante, tanto quanto o trabalho em equipe, é a manutenção de um ambiente de trabalho que seja agradável e estimule o bom trabalho de todos.
Quando esse ambiente torna-se tenso e desagradável, todos passam a trabalhar desconfiados, irritados e buscam exercer suas atividades individualmente, o que pode levar ao fracasso de toda a companhia!