Como educadores, lancemos boas sementes...

.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Formação continuada no Instituto Dom Bosco de Campos dos Goytacazes/Rio

Estive o Instituto Dom Bosco de Campos, para fazer a formação continuada dos professores e realizar treinamento com a equipe técnica, com quem estou na foto ao lado.

Com o grupo da educação infantil conversamos sobre como se dá a confecção dos Portfólios, porque construí-lo, o que ele deve conter, suas bases legais. Todo Portfólio parte de intenções educativas, do currículo executado e deve ser um instrumento de avaliação e não uma mera coletânea de atividades.

Abordamos também a confecção dos relatórios a serem enviados aos pais. Diferenciamos relatórios individuais, relatórios coletivos de trabalho e de Relatórios de Projetos.

No período da tarde foi a vez do Ensino Médio e do fundamental II. Conversamos sobre o que é o SSEE, a ISJB e seu planejamento estratégico. Destacamos a linha Axial, onde está planejado o pleito, em 2014, do selo ISO em educação. Este é um dos motivos que tem nos levado a trabalhar pela padronização dos procedimentos e processos.
Fizemos um treinamento para matrícula com as orientadoras, pessoal de TI e comunicação, recepcionistas e secretária escolar. Distribuímos apostila previamente, contendo todos os passos necessários ao atendimento. Desde a documentação até o atendimento aos pais, destacando o atendimento telefônico, presencial, aspectos físicos, limpeza, material de apoio etc.

A formação feita com os professores do Fundamental I teve como temática, a Proposta de avaliação a rede Salesiana ade escolas, baseada em um texto da katia Smole onde ela deixa claro a necessidade de trabalhamos com múltiplos instrumentos de avaliação.

Em relação à temática de Avaliação Escolar, destacamos que a avaliação é um processo e não um momento estanque em si mesmo. E ainda, instrumentos de avaliação não são necessariamente avaliação. É preciso avaliar sempre, acompanhar, monitorar, mas o que realmente vai garantir a aprendizagem são as intervenções que fazemos frente ao desempenho do aluno.

Mostramos 8 instrumentos de avaliação diferenciados, destacando a utilidade e uso de cada um, ensinado como planejá-los e como apresentar as propostas aos alunos. Dividimos os professores em pequenos grupos para que eles elaborassem o instrumento avaliativo delineado e posteriormente apresentassem ao grupo maior. Foi um momento muito rico, o grupo respondeu muito bem à nossa proposição

 A equipe me recebeu de braços abertos! Recebi homenagem dos alunos e muitos mimos! Agradeço a acolhida e confiança e desejo um semestre abençoados!

Um comentário: