Como educadores, lancemos boas sementes...

.

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Ano Novo: hora de deixar ir.

O Ano Novo está aí e é hora de fazer um balanço. Ver o que foi bom, aprender com os erros, avaliar os fracassos e agradecer a Deus as vitórias. Aquilo que não presta, deixar ir. As vezes, até mesmo, desistir. 

Quem não desiste? De fazer algo, de chegar em algum lugar, de levar adiante uma ideia que parece não ter futuro? 

Dietas, promessas, decisões para as quais faltou tempo, paciência, planejamento. Desistimos quando entendemos que alguma coisa é inatingível, arriscada ou simplesmente não vale a pena.

Tem muita coisa que guardamos por medo de largar, de permitir que saia de perto de nós. É uma tristeza, um arrependimento, uma saudade por alguém que não quer ou não pode voltar. As lembranças doídas, os projetos falidos, as relações desgastadas, as decepções com as pessoas...Deixe ir!

Ano Novo é  hora de rever, fazer faxina, na mente no coração. Sacudir o pó dos pés, levantar os tapetes e tirar de lá essas agruras que viraram pó e só fazem emporcalhar o panorama. Deixe ir!

E os objetos que você segura? Aquele vestido antigo, que já está amarelado, aquele cinto que já nem fecha, a calça jeans que não serve há 7 anos? Os livros que não vai ler nunca mais, os sapatos que não cabem mais no armário, os relógios da adolescência e as armações de óculos que estão esperando sabe-se lá o que para irem embora? Deixe ir!

Desapego é um pequeno parto que fazemos, tirando de nossas entranhas ou proximidades coisas que parecem vitais e… não são.

Ano Novo é hora de pensar na consciência, ou falta dela. Mudar atitudes, investir em pequenos movimentos que podemos fazer para mudar o mundo, ou simplesmente para mudar nossa vida.
Tire um momento para agradecer a Deus por tudo o que Ele planejou para sua vida: seja aquilo que vem na embalagem que você gosta ou não.

Em 2014, tenha grandes sonhos...e realize todos eles!

Nenhum comentário:

Postar um comentário